sábado, 25 de junho de 2016

Camera fotografica FLIKA.

Filme 120 – 8 negativos em formato  6x9 ou 16 em 4,5x6 cm. 



Foco desde 1, 90  al infinito (inscrição interna)


“O objeto// Mudará o objeto?//... Que outros objetos/Guardarão lembranças.../ Do tempo afeito/A novas mudanças/”Antonio Olinto



      Tenho especial interesse em adquirir  cameras fotograficas   fabricadas  por empresas nacionais  visando reconstituir, preservar e divulgar  atraves da propriedade física e postagens,  sua historia. Vale lembrar que dados disponíveis a respeito são poucos.
      Essas câmeras ainda  são compradas com certa facilidade e a preços acessíveis.                 Aproveitem  enquanto é tempo!
      Quem acompanha este blog  pode ver algumas, todas elas tipo “caixotinho”, bastante simples, mas, que na sua época tiveram seus dias de glória.
      Esta aí de  cima, já de construção um pouco mais sofisticada em se comparando com as “caixotinhos”, foi fabricada pela empresa D.F. Vsconcelos,   constituída em São Paulo/SP, em 1941. Fabricante de teodolitos, microscópicos, binóculos, incorporou lá pelo idos de 1950 camera fotográfica em sua linha de produtos.  Depois de certo tempo foi engolida, no segmento, pelas  estrangeiras, que chegaram no mercado com tecnologia avançada. A FLIKA presumo que tenha sido fabricada pelos anos sessenta/setenta. Quem souber algo mais a respeito da “pretinha” solicito informar. Assim, estaremos complementado sua ficha técnica.

      Olhem só quem abrilhantam a matéria de hoje: poeta Julio Perez e Luz Casal. Leiam e escutem!






Nenhum comentário:

Postar um comentário